Neymar - Foto: Ligue 1

Por Lucas Rocha, da Revista Fórum

O atacante da Seleção Brasileira e do Paris Saint-German, Neymar, usou as redes sociais na noite deste domingo (13) para protestar contra um caso de racismo que teria ocorrido durante partida realizada contra o Olympique de Marsella, válida pelo Campeonato Francês.

“Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca”, escreveu o craque brasileiro em seu Twitter.

Durante a partida, o brasileiro acusou o zagueiro espanhol Álvaro González, da equipe adversária, de disparar ofensas racistas contra eles. Imagens do jogo mostram Neymar falando “racismo não” para o quarto árbitro da partida. Neymar acabou sendo expulso após dar um tapa no espanhol e saiu de campo protestando diante das câmeras.

“VAR pegar a minha ‘agressão’ é mole. Agora eu quero ver pegar a imagem do racista me chamando de ‘MONO HIJO DE PUTA’ (macaco filha da puta)… isso eu quero ver! E aí? CARRETILHA vc me pune. CASCUDO sou expulso… e eles? E aí?”, disse ainda no Twitter.

González também foi ao Twitter para se defender: “Não existe lugar para o racismo. Carreira limpa e com muitos companheiros e amigos no dia a dia. Às vezes é preciso aprender a perder e assumir isso em campo. Incríveis três pontos hoje. Obrigado, família”, postou o espanhol.

Neymar respondeu em seguida: “Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora insultar e trazer o racismo pra nossas vidas não, eu não estou de acordo. EU NÃO TE RESPEITO! VOCÊ NÃO TEM CARÁTER! Assume o que tu fala mermão … seja HOMEM RAPÁ ! RACISTA”, tuitou.

Solidariedade

O jogador recebeu a solidariedade nas redes sociais e desencadeou protestos, fazendo a tag “Fogo nos racistas” ganhar destaque nas redes. “Álvaro Gonzales, do Olympique de Marselha, chamou o brasileiro de ‘macaco’. Tem que ser punido!”, escreveu o humorista Marcelo Adnet.

“O cara chamou o @neymarjr de macaco. Ele deu um cascudo no cara. O VAR veio e expulsou o Neymar! Tinha que ter replay, reset, reiniciar nessa porra, para o NEY chegar de voadora nesse cuzao do caralho. FOGO NOS RACISTAS E SEUS DEFENSORES!”, escreveu o ativista Raul Santiago.

Na resenha do jogo publicada pela Ligue 1, responsável pelo campeonato, a expulsão de Neymar ganha destaque, mas as acusações de racismo são omitidas.

Com informações de O Globo

Veja vídeos: