Foto: Reprodução/Twitter Saksham

O metrô de Nova Iorque foi alvo de um ataque nesta terça-feira (12). De acordo com as informações, foram ouvidos disparos e ao menos 29 pessoas ficaram feridas e dez baleadas.

O suspeito fugiu. Ainda não há informação sobre qual foi a motivação do ataque.

A ABC News divulgou que ainda não esta claro se o ataque ocorreu na estação de metrô da Rua 36, em Sunset Park, ou na estação da Rua 25, em Greenwood Heights.

A governadora de Nova Iorque, Kathy Hochul, se pronunciou pelo Twitter. “Os socorristas estão no local e trabalharemos para atualizações à medida que a investigação continua”, declarou.

A investigação preliminar da polícia destacou, inicialmente, que cinco pessoas foram baleadas e um dispositivo de fumaça foi detonado na estação. Uma pessoa estava em estado crítico.

O suspeito é um homem, que estava usando máscara de gás e colete laranja. A polícia pediu para que as pessoas evitem a Rua 36 com a 4ª Avenida no Brooklyn.

Em seu perfil oficial no Twitter, a Polícia de Nova Iorque afirmou que não há dispositivo de explosivo ativo no metrô.

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).