Foto: Agência Senado

Os casos de Covid-19 voltaram a subir, especialmente em função do surgimento da nova variante do coronavírus: a Ômicron. Além disso, a época também é de surto da gripe Influenza.

Apesar de todos esses fatores, as prefeituras da Baixada Santista já definiram as datas para o retorno das aulas 100% presenciais na Rede Municipal de Ensino.

Em Santos, a Secretaria de Educação (Seduc) divulgou que o ano letivo começará no dia 7 de fevereiro, conforme decisão publicada no Diário Oficial em 3 de janeiro de 2022.

A pasta destacou, também, que o atendimento será presencial, respeitando os protocolos sanitários exigidos.

A prefeitura de São Vicente, por meio da Secretaria de Educação (Seduc), disse que seguirá o mesmo caminho, com volta às aulas, 100% presenciais, em 7 de fevereiro.

A Seduc informou, ainda, que o calendário não foi homologado e está em processo de formulação. Logo que seja definido, será divulgado pelos canais oficiais da prefeitura.

A Secretaria de Educação de Guarujá (Seduc), por sua vez, afirmou que o retorno às aulas 100% presenciais na Rede Municipal acontecerá de forma gradual.

10/1 – Núcleos de Educação Infantil Conveniados (Neics), Núcleos de Educação Infantil Municipais (Neims) e Infantil III; 17/01 – Núcleos de Educação Infantil Municipais (Neims) e Infantil II; 24/01 – Núcleos de Educação Infantil Municipais (Neims) e Infantil I; 31/01 – Berçário; 2/2 – Ensino Fundamental I e II, Educação Infantil, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Profissionalizante e Centros de Atividades Educacionais e Comunitárias (Caecs).

Em Bertioga, Itanhaém e Peruíbe as aulas terão início, de forma 100% presencial, no dia 7 de fevereiro. Cubatão retorna mais cedo: 3 de fevereiro, com 100% presencial, também.

A prefeitura de Mongaguá, por intermédio da Diretoria de Educação, se prepara para a volta às aulas em 7 de fevereiro, com previsão de 100% presencial. Porém, os conselhos municipais de educação e as unidades escolares serão consultados.

O objetivo é que temas como vacinação e possibilidade de aulas online sejam analisados, em função do panorama da pandemia.

Praia Grande não divulgou como será o retorno às aulas no município.

Com informações do SantaPortal