Tico Santa Cruz - Foto: Reprodução/Instagram

O cantor e vocalista da banda Detonautas, Tico Santa Cruz, usou as redes sociais para tornar público que ele e sua família estão sendo ameaçados de morte.

O artista afirmou que não se trata da primeira ameaça, porém, desta vez “a forma como estão fazendo é bastante grave”. Tico também é conhecido por exteriorizar sua posições políticas, sempre contrárias ao governo de Jair Bolsonaro.

“Deixar público aqui o fato de que estão ameaçando minha família de morte. Não é a primeira vez que isso acontece. Mas a forma como estão fazendo é bastante grave! Então quero deixar registrado para que todos saibam dessa informação!”, revelou o cantor.

Logo em seguida, inúmeras figuras da política e do mundo das artes se solidarizaram com o artista.

“Cão que ladra não morde, lembre-se disso. Mas qualquer coisa. estamos aqui”, disse o escritor Paulo Coelho.

O presidenciável Ciro Gomes (PDT), também se solidarizou com o artista. “Caro Tico, é um absurdo isto que você está passando. Típico da realidade que vivemos hoje e da qual vamos nos libertar, juntos, em breve. Esta minoria de criminosos não representa o Brasil. Conte comigo para o que der e vier”, escreveu o político.

Marcelo Hailer
Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).