Foto: Reprodução de Vídeo

Uma professora foi gravada enquanto agredia uma bebê de 1 ano e 10 meses em uma escola particular de educação infantil, localizada no bairro Boqueirão, em Praia Grande.

Ao G1, o advogado da família da menina agredida, afirmou que a mãe percebeu marcas vermelhas no rosto da bebê quando foi buscá-la na escola.

Diante das evidências de que a sua filha estava sendo agredida, a mãe pediu para ver as imagens de segurança.

As gravações do sistema de segurança da escola mostram a professora puxando a criança pelo cabelo, empurrando e segurando a cabeça dela de maneira violenta.

A Escola Paris emitiu um comunicado onde revela que a professora foi “exonerada de imediato por justa causa”.

Jornalista (USJ), mestre em Comunicação e Semiótica (PUC-SP) e doutor em Ciências Socais (PUC-SP). Professor convidado do Cogeae/PUC e pesquisador do Núcleo Inanna de Pesquisas sobre Sexualidades, Feminismos, Gêneros e Diferenças (NIP-PUC-SP). É autor do livro “A construção da heternormatividade em personagens gays na televenovela” (Novas Edições Acadêmicas) e um dos autores de “O rosa, o azul e as mil cores do arco-íris: Gêneros, corpos e sexualidades na formação docente” (AnnaBlume).